Click para ir para a página principal...!

 



Às 08:30 da manhã de um sábado de Janeiro, começava na Estalagem da Barrosinha, nos arredores de Alcácer do Sal, a 2ª organização do Clube TT do Barreiro.

Os pilotos e acompanhantes dos cerca de 40 jipes, começavam  a ultimar os preparativos para arrancar, trocando “bocas” e  experiências anteriores.

Depois do "breefing" de Luís Ludovico, presidente do clube, "roadbooks" entregues e carros a partir de 2 em 2 minutos, foi só cobrir os cerca de 14 km até Santa Suzana, onde começaria o “calvário” de dois dias de muita lama.

Organização "sofre"...!


Pouco depois na primeira subida enlameada, ficava "fora de combate"  a Renault Scénic RX4, vítima da pouca altura e da grande profundidade dos trilhos enlameados; poucos km mais á frente, outra subida enlameada obrigou a uma paragem da caravana, de onde a organização prontamente retirava e ajudava a trepar os concorrentes que não a conseguiam transpor.

Como é que eu saio daqui...?

Aproximava-se o meio dia e depois de mais uns lagos e da travessia de um ribeiro, os poucos concorrentes sem problemas, juntavam-se no planalto destinado ao almoço, onde já o sol e o calor aqueciam os ânimos.

Jimy no charco

Já no princípio da tarde a 1ª etapa iria acabar junto á estação da CP de Alcácer, de onde seguidamente se partiu para a etapa seguinte, depois de reagrupamento. Esta 2ª etapa caracterizou-se por mais lama e por uma pequena saída de estrada de um concorrente.; Devido ás fortes chuvadas dos dias anteriores, os arrozais que eram o grande atractivo da tarde estavam impraticáveis, optando a organização por levar os carros de volta á estalagem.

Para terminar o dia e antes do retemperador banho e jantar, ainda houve tempo para um "trial" num terreno em frente á estalagem, onde alguns concorrentes aproveitaram para descarregar energias.

Na manhã de Domingo depois de um troço de ligação em caravana até á Herdade da Palma, uns km depois do inicio da etapa, um vasto lago de lama abria as "hostilidades" e obrigava a organização a mais acções de "desatascanço" muitos concorrentes que por lá passavam e ficavam.

 

Galloper a "abrir" ...!

Depois deste compasso de espera foi a travessia de um pequeno regato que originou  a paragem da caravana, só passando pelos seus próprios meios 2 Mercedes G na frente da caravana.


O ponto alto do dia era a passagem de corta fogos que criaram alguns problemas, optando alguns concorrentes por outro trilho também em corta fogo mais acessível a alguns veículos menos equipados ( pneus de tracção ), enquanto os mais aventureiros seguiram pelo trilho original.

O resto do dia ( já bem tarde ) foi o reagrupamento da caravana e a marcha acelerada até á estalagem onde cerca das 18:00 horas se almoçou/jantou e se procedeu á distribuição de taças e prémios a todos os participantes.

Saliente-se destes dois dias, a boa disposição de todos, o espírito de ajuda e a simpatia da organização, ficando o desejo de que o próximo evento do Clube TT do Barreiro, seja o mais rápido possível.

Eu próprio na lama ..!

TEXTO: José Leites   
FOTOGRAFIAS: Luís Taborda e José Leites

 

O conteúdo das mensagens,  noticias e artigos  é de inteira responsabilidade dos seus autores.
O TTVerdePT reserva-se o direito de não publicar textos que considere menos adequados ou ofensivos.

| Home | Eventos | Opinião | Noticias | Citações | Arquivo | Contacto | Links | Associações | Zaping | Clássicos | Álbum |

 

Alojamento Maxideia