©TTVerdePt (2000)   

Carta ao "inquilino"

Senhor morador,

Gostaríamos de o informar que o contrato de aluguer que assinamos há  biliões  de anos atrás, está a chegar ao fim.

Precisamos de  renová-lo,  porém temos de acertar alguns pontos fundamentais:

  1. Você precisa de pagar a conta da energia.  Está muito elevada.  Como é que você gasta tanto ?

  1. Antigamente eu fornecia água em abundância. Hoje já não disponho dessa quantidade.  Precisamos de renegociar a sua utilização.

  1. Por que é que  em casa alguns  comem o suficiente, e outros morrem de fome,  se o quintal é  tão grande?  
    Se  você tratar  convenientemente da terra, vai haver alimentos  para todos! 

  1. Você  cortou as árvores que dão sombra, ar e equilíbrio. O sol queima mais  e o calor aumentou. Você precisa urgentemente de reflorestar de novo !

  1. Todos os  animais e plantas do seu imenso jardim devem ser cuidados e preservados.  Procurei alguns animais e não os encontrei. Sei que quando lhe aluguei a casa eles existiam.

  1. Precisa de  verificar as cores estranhas que estão no céu!  Já não consigo ver o azul !

  1. Por falar em lixo,  que vergonha, não é ???  
    Encontrei tantos objectos estranhos pelo caminho! Esferovite, latas,  pneus, plásticos...

  1. Não vi os peixes que moravam nos rios e nos lagos. Você pescou-os todos ? Onde estão?

Bom, está na  hora de conversarmos muito a sério. Preciso de saber se você quer continuar a morar aqui. 

No caso afirmativo, o que é que você está disposto a  fazer para cumprir o  contrato ?  

Gostaria de o ter para  sempre comigo,  mas tudo tem  um  limite.

Você quer mudar?  Aguardo resposta e atitudes

O seu senhorio
A  TERRA,   2001.
 

Adaptação livre de um "boneco", texto e imagem, 
enviados pela Companheira e Amiga,  Ana Isilda Salvador

 

Comentários para   contacto@ttverde.com 

 

 

0

 

 

 

 



O canal do Tempo, de Luís Sanches  [xiritung@clix.pt]
InforTempo

Pesquisar o TTVerdePT


 

 
 

Pesquisa Naturlink



 

Contacto webmaster@ttverde.com