TTVerdePT - click para regressar...! 

 

A Quercus e o "PRESTIGE"
Fonte QUERCUS :
http://64.176.7.196/prestige.htm


http://www.greenpeace.es/gp2/petroleo/petroleo1.htm


Apelo aos colaboradores e associados da Quercus - A.N.C.N.


ÚLTIMA HORA

A Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza está a acompanhar desde quarta-feira de manhã (dia 4/12) a eventual chegada de fuelóleo à zona de Caminha/Estuário do Rio Minho. 

Estão a ser estabelecidos contactos implementar a recolha de eventuais aves marinhas que apresentem sinais de fuel e também contactos para a colaboração em termos de meios humanos com as autoridades no local, na sequência de reuniões realizadas há já alguns dias. 

Os voluntários que se disponibilizaram junto da Quercus (sócios da Quercus e outros) serão contactados para averiguar da sua disponibilidade para trabalhos no terreno nos próximos dias. 

Operação Prestige

Inspecções Costeiras II - 7, 8 de Dezembro de 2002

A Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza vai efectuar durante este fim-de-semana um conjunto de inspecções costeiras, desde Caminha a Ovar, as quais serão coordenadas por 14 elementos da Quercus.

Os objectivos destas inspecções são os seguintes:

1 - A recolha da fauna morta em sacos individuais, petroleada ou não, e da fauna viva em caixotes de papelão

2 – A entrega de toda a fauna recolhida nos Centros de Acolhimentos de animais selvagens do Instituto de Conservação da Natureza mais próximos

3 – O registo, no caso da fauna viva e aparentemente saudável ainda que com manchas de fuelóleo, de uma série de dados que serão posteriormente tratados (espécie, número, local, área de corpo petroleada, existência de anilhas, etc.).

Equipas:

A – Caminha - Vila Praia de Ancora – Abílio Azevedo (967251163) - partida do café junto à Foz do Rio Minho às 14h00m de Sábado

B – Praia Norte - Carreço – Pedro Correia (962435258) partida do café da Praia Norte às 8h45m de Sábado

C – Cabedelo (Viana do Castelo)- Amorosa – Pedro Correia (962435258) partida do Cabedelo às 15h00m de Domingo - a confirmar

D – Esposende – Foz do Neiva – Amélia (916095198) – partida do Farol de Esposende às 9h00m de Domingo

E – A-Ver-o-Mar – Esposende - Ana Cristina Costa (938464378) – partida das Torres de Ofir às 9h00m de Domingo

F – A-Ver-o-Mar – Vila do Conde – João Loureiro (939304086) – 14h00m sábado, a confirmar o ponto de encontro

G – Mindelo – Vila do Conde – Pedro Macedo ( 936061160) – partida do Restaurante Dunas no Mindelo às 15h00m, de Sábado

H – Labruge – Mindelo – Pedro Macedo (936061160) - partida do Restaurante Dunas no Mindelo em hora a confirmar de Domingo

I – Matosinhos – Angeiras – Pedro Santos (934577639) – partida da Piscina Oceânica em Leça da Palmeira às 10h00m, de Domingo

J – Cabedelo - João Loureiro (939304086) – 10h00m horas, de Domingo

K – Aguda – Valadares – Jaime Prata (934577639) - partida da Estação Litoral da Aguda às 14h30m, de Sábado

L – Aguda - Esmoriz – Pedro Santos (934577639) – partida da Estação Litoral da Aguda às 14h00m, de Domingo, a confirmar

M – Ovar – Esmoriz – Bruno Lucas (919043828) – partida do Parque de Estacionamento Norte do Furadouro às 14h00m, de Sábado

N – Ovar – Praia dos Marretas – Bruno Lucas (919043828) – partida do Parque de Estacionamento Sul do Furadouro às 10h00m, de Domingo

Equipa de voluntários da Quercus no Centro de Recuperação de Aves em Esposende

A partir das 10h00m deste sábado, a Quercus passará a ter em permanência uma equipa de 4 voluntários com experiência no manuseio de fauna selvagem petroleada, no Centro de Recuperação de Aves de Esposende. Esta equipa irá trabalhar em coordenação com os técnicos Instituto de Conservação da Natureza, e poderá ser contactada através de Samuel Infante - 96 2946425.

Actualização de informações

A Quercus manter-se-á contactável 24h por dia, através do coordenador desta acção, Pedro Santos - 93 4577639

A coordenação das acções da Quercus e a resposta a pedidos de informação por parte de orgãos de comunciação social está a ser efectuada no local e em permanência a partir de hoje por Pedro Santos, telemóvel 93-4577639

Secretariado da Direcção Nacional
Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza
Apartado 4333  -  1503-003 Lisboa
Tel: 21 7788474; Fax: 21 7787749


Organização de equipas de voluntários para eventual necessidade de combate á maré negra provocada pelo navio "Prestige".

Como todos temos conhecimento, o naufrágio do navio "Prestige" provocou um desastre ambiental gravíssimo nas costa da Galiza. Tendo em conta a possibilidade da maré negra se aproximar da costa norte de Portugal, e numa tentativa de minimizar os efeitos desse eventual acontecimento, foi montado um gabinete de crise sob a coordenação do Ministério das Cidades, do Ordenamento do Território e do Ambiente e envolvendo algumas Organizações Não Governamentais de Ambiente (ONGA), entre as quais a Quercus. 

Assim, por precaução, gostaríamos de reunir os contactos de voluntários dispostos a ir para o terreno, caso isso venha a ser necessário, para monitorizar a costa e recolher e limpar aves.

Já neste fim de semana estamos a organizar saídas para inspecções costeiras que gostaríamos desde já poder contar com a vossa presença.

Caso possa participar nesta operação, envie os seus contactos e informação e a zona onde poderá ajudar para os contactos abaixo indicados :

Joaquim Peixoto : 91.7599056
João Loureiro : 93.9304086
Conceição Lopes : 93.7788474; 21.7788474

É possível acompanhar em permanência uma simulação da evolução da mancha de fuel do navio "Prestige" em www.mohid.com com dados do Instituto Superior Técnico.


Conselhos para o salvamento de espécimes petroleados

Na sequência do afundamento do petroleiro "Prestige" e das possíveis consequências do derramamento de fuel, junto se indicam algumas regras básicas de actuação, caso qualquer de nós encontre uma ave ou outro ser vivo petroleado.

De notar que, mesmo que ainda não se conheçam os efeitos directos do afundamento do navio, já começam a aparecer no nosso país aves cobertas de óleo, provenientes do primeiro derramamento. De entre toda a fauna, a mais emblemática e também aquela que mais facilmente e no imediato poderá ser salva, são as aves e por isso os conselhos que se seguem destinam-se a elas.

Assim e em primeiro lugar, precauções a ter com o potencial salvador:

Não se coloque em perigo enquanto tenta salvar os espécimes petroleados 

Verifique se a sua vacina anti-tétano está actualizada 

Não se esqueça que uma ave, mesma debilitada, pode ser perigosa. Actue com cuidado! 

Na captura das aves use, sempre que possível, luvas de borracha, óculos de protecção e máscara protectora, pois os gases que se libertam são tóxicos. 

Na captura da ave:

Acção rápida 
Usar um camaroeiro, uma rede ou um pano grosso 
Tentar apanhar a ave pelo lado do mar, sempre que possível 

Primeiros tratamentos:
Envolver a ave num pano ou toalha secos, deixando de fora apenas as patas e a cabeça 
Transferir as aves para o local de acolhimento mais próximo (ver lista contactos) 
Não tente tratar as aves se não possuir os conhecimentos necessários!

João Loureiro - Biólogo, Vice-Presidente Nacional da Quercus - ANCN

Pode também ler online o documento "Tratamento Recomendado para Aves Petroleadas", uma adaptação de uma publicação da Quercus de 1993.


S.P.E.A.
SOCIEDADE PORTUGUESA PARA O ESTUDO DAS AVE

NOTA INFORMATIVA SOBRE O NAUFRÁGIO DO "PRESTIGE"

22 de Novembro de 2002 

Passados que são 8 dias sobre o acidente que envolveu o petroleiro "Prestige" ao largo da costa da Galiza, começam agora a aparecer as consequências do desastre. Para já, apenas as águas galegas foram afectadas mas a todo o momento a maré negra pode atingir as costas portuguesas. Antecipando esse acontecimento, foi criado um grupo de trabalho coordenado pelo Ministério das Cidades do Ordenamento do Território e Ambiente, através do Instituto da Conservação da Natureza, que para além destas entidades envolve algumas ONGA’s. A SPEA foi chamada a colaborar e, para além de ter lançado uma campanha para reunir voluntários, tem acompanhado a situação a nível internacional, mantendo contactos quer com a Sociedad Española de Ornitologia quer com a Ligue Française pour la Protection des Oiseaux. 

ESPÉCIES POTENCIALMENTE AMEAÇADAS
As aves marinhas são as primeiras a sofrer o impacto de acidentes como o que envolveu o "Prestige". Numa segunda fase, as aves que habitam a orla costeira e zonas estuarinas, caso das limícolas, poderão sofrer também as consequências. No que diz respeito às aves marinhas, as águas portuguesas constituem um importante local de passagem e de invernada para muitas espécies que nidificam no Norte da Europa. Entre as que poderão ser potencialmente mais afectadas contam-se as seguintes:

Fura-bucho Puffinus mauretanicus
É uma espécie considerada criticamente ameaçada a nível mundial e que nidifica apenas nas ilhas Baleares. A sua população nidificante sofreu um decréscimo muito significativo nos últimos 10 anos, que rondou os 47%. Efectua movimentos regulares entre os seus locais de nidificação no Mediterrâneo e o Golfo da Biscaia, no Atlântico, no decurso dos quais cruza as águas portuguesas.

Fura-bucho do Atlântico Puffinus puffinus
Bastante semelhante ao Fura-bucho, esta espécie cria nas ilhas Britânicas cruzando as águas portuguesas no decurso das suas viagens para as áreas de invernada nas costas da América do Sul. 

Alma-de-mestre Hydrobates pelagicus
Nidifica sobretudo nas ilhas Britânicas e inverna nas águas pelágicas do Atlântico, nomeadamente nas águas portuguesas.

Alcatraz Morus bassanus
Nidifica nas ilhas Britânicas e na Europa Setentrional sendo bastante comum nas águas portuguesas quer durante o Inverno quer durante os períodods de passagem migratória

Pato-preto Melanitta nigra
Nidifica no Norte da Europa e inverna em número razoável ao largo da costa portuguesa, particularmente na zona de Aveiro.

Gaivota-de-patas-amarelas Larus cachinnans
Espécie residente e bastante comum ao longo de toda a costa portuguesa.

Gaivota-d’asa-escura Larus fuscus
Espécie essencialmente invernante e bastante comum ao longo de toda a costa portuguesa.

Airo Uria aalge
As ilhas Britânicas constituem o principal local de nidificação desta espécie na Europa. A Península Ibérica constitui o limite sul da sua área de distribuição e a espécie encontra-se aqui à beira da extinção, nidificando actualmente apenas nas ilhas Berlengas. Durante o Inverno alguns indivíduos das populações do norte da Europa deslocam-se para as nossas águas. Esta espécie é particularmente sensível à poluição e, a título de exemplo, o afundamento do petroleiro "Erika" em águas francesas em 1999 provocou a morte de 100.000 a 150.000 aves.

Torda-mergulheira Alca torda 
Nidifica essencialmente nas ilhas Britânicas e em França sendo bastante comum durante o Inverno nas águas portuguesas.

Outras espécies de aves marinhas que poderão ser afectadas:

Mobelha-pequena Gavia stellata
Mobelha-grande Gavia immer
Cagarra Calonectris diomedea
Painho-de-cauda-forcada Oceanodroma leucorhoa
Corvo-marinho Phalacrocorax carbo
Moleiro-pequeno Stercorarius parasiticus
Alcaide Catharacta skua
Gaivota-pequena Larus minutus
Guincho Larus ridibundus
Gaivotão-real Larus marinus
Gaivota-tridáctila Rissa tridactyla
Garajau Sterna sandvicensis


NOTÍCIAS DA GALIZA
A região da Galiza tem sido fortemente afectada por este desastre. A SEO-Sociedad Española de Ornitologia, parceira da BirdLife International em Espanha, em colaboração com a WWF, tem estado a coordenar o trabalho dos voluntários que estão a colaborar nesta região. Mais de 50 pessoas têm estado envolvidas e, até dia 22, tinham sido recolhidas cerca de 289 aves de 26 espécies. As espécie mais afectadas até à altura são o Alcatraz Morus bassanus e a Torda-mergulheira Alca torda, tendo sido recolhidos nomeadamente 52 e 168 indivíduos.

A situação está a tornar-se dramática e as equipas no terreno necessitam urgentemente de voluntários. 

Logística:
Os voluntários poderão ficar alojados gratuitamente numa Pousada da Juventude em Gandaria. Para chegar até à Pousada é preciso apanhar um autocarro em La Coruña e sair em Sada. Aí, estarão pessoas que farão o acompanhamento até ao local do alojamento. As despesas de transporte e de alimentação terão que ser suportadas pelos próprios voluntários. 

Deverá levar:
Impermeável e roupa resistente (incluindo botas, preferencialmente galochas) pois irá estar em contacto com água fria fuelóleo

Saco cama (faz muito frio nessa região)

Contactos:
Tel.: + 34 91 354 05 78;
Fax: + 34 91 365 63 36

E-mail: red@wwf.es

Para obter mais informações acerca da situação na costa galega poderá consultar a página da SEO em www.seo.org.



VOLUNTÁRIOS EM PORTUGAL
O pedido de voluntários lançado no dia 19 pela SPEA teve um excelente acolhimento e, até ao momento, estão já registados cerca de 300 voluntários. Aproveitamos a oportunidade para agradecer a todos os que se disponibilizaram para ajudar.

CONTACTOS 
Se encontrar animais petroleados (vivos ou mortos) pode contactar:

- Paisagem Protegida do Litoral de Esposende 
Tel.: 253 965830; E-mail: apple@icn.pt

- Parque Nacional da Peneda-Gerês
Tel.: 252 203480 ou 252 203482; E-mail: pnpg@icn.pt

- Linha Verde da C.M.Esposende (até às 17h30)
Tel.: 800205638

- Director da Área Protegida do Litoral de Esposende (Luís Macedo) (depois das 17h30m)
Tel.: 962343852

NOTA IMPORTANTE: deverão ser tomados alguns cuidados no manuseamento das aves sendo fundamental que esse manuseamento seja feito por alguém com alguma experiência. Oportunamente será divulgado um pequeno guia com algumas instruções básicas. 

Informações gerais

SPEA
E-mail: patricia.rocha@spea.pt
Tel: 21 3431847

A SPEA é uma organização não governamental de ambiente que trabalha para a conservação das aves e dos seus habitats em Portugal. Como associação sem fins lucrativos, depende do apoio dos sócios e de diversas entidades para concretizar as suas acções. Faz parte de uma rede mundial de organizações de ambiente – a BirdLife International, que actua em mais de 100 países, e tem como objectivo a preservação da diversidade biológica através da conservação das aves, dos seus habitats e da promoção do uso sustentável dos recursos naturais.

Fonte:
http://www.spea.pt/Prestige.html


Contactos Úteis:

Instituto de Conservação da Natureza
Tel. 22.784 14 36 Fax: 22.784 14 37

Área de Paisagem Protegida do Litoral de Esposende
Tel. 253.96 58 30 Fax: 253.96 53 30

Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza
Tlm. 93 930 40 86 ou 91 759 90 56


LINKS
Quercus - Praias 2002 - http://www.quercus.pt/praias/

WWF/Adena Espanha - http://www.wwf.es/prestige.php

Greenpeace Espanha - http://www.greenpeace.es/gp2/petroleo/petroleo1.htm

Agência Espacial Europeia (ESA) - http://www.esa.int/ (fotos do satélite Envisat)


A Quercus e o "PRESTIGE"
Fonte QUERCUS :
http://64.176.7.196/prestige.htm


http://www.greenpeace.es/gp2/petroleo/petroleo1.htm

| 1ª página | Eventos | Opinião | Noticias | Citações | Álbum | Arquivo | Contacto | Links | Associações | Zaping | Clássico | News |