©TTVerdePt (01-12-2000)   

Eventos

O espectáculo e a emoção do Todo-o-Terreno

A Câmara Municipal de Boticas e o Agrupamento de Produtores de Carne Barrosã, com a colaboração do Clube Aventura de Boticas, levaram a cabo, no passado fim-de-semana, a quarta edição do passeio de Todo-o-Terreno Turístico “Caminhos da Carne Barrosã”. 

O evento, que vem assumindo cada vez mais um lugar de destaque no panorama do todo-o-terreno em Trás-os-Montes e em Portugal, contou com a participação de mais de duas centenas de pessoas, distribuídas por cerca de 50 viaturas

O primeiro dia do “Caminhos da Carne Barrosã 2002” (sábado) foi preenchido com o “passeio” pelo concelho de Boticas, com recurso a road-book. Numa rota definida de cerca de 100 quilómetros, percorrendo os “trilhos” do concelho, os participantes nesta iniciativa tiveram oportunidade de contemplar as mais belas e recônditas paisagens de Trás-os-Montes, passando pelas localidades de Beça, Carvalhelhos, Lavradas, Viveiro, Vilarinho Seco, Covelo do Monte, Vila Grande (Dornelas) e Covas do Barroso, tendo, ao mesmo tempo, oportunidade de degustar os diversos pratos de carne barrosã e a restante gastronomia regional.

Embora esta iniciativa não tivesse qualquer componente competitiva - já que o objectivo principal que preside a este evento versa, essencialmente, destacar as potencialidades do concelho em termos naturais, turísticos e culturais, ao mesmo tempo que se procura promover os produtos tradicionais, com particular incidência na Carne Barrosã DOP (Denominação de Origem Protegida) - acabou por contar com o empenho de todos os participantes, num traçado que trouxe dificuldades acrescidas e que exigiu grande desgaste das viaturas.

Embora o percurso cumprido durante o sábado apresentasse um grau de dificuldade médio, que a maioria dos veículos conseguiam cumprir com relativo à-vontade, houve, no entanto, inúmeras alternativas de elevado grau de exigência técnica, devidamente assinaladas e localizadas contiguamente ao trajecto principal, que só estiveram ao alcance dos participantes mais audazes e experientes e daqueles que se apresentaram mais “apretechados”. Entre as alternativas de maior exigência técnica contaram-se as subidas em pedras e as “picadas” – subidas e descidas muito acentuadas – sendo estas últimas as principais causadoras de alguns pequenos incidentes, entre os quais dois “capotanços”, que contribuíram para a maior espectacularidade do evento, e das quais resultaram apenas pequenos danos nas viaturas. 

Se no sábado os participantes foram submetidos a uma prova algo “dura”, no domingo a dureza subiu ainda mais de tom. Os participantes deixaram a “estrada” e deslocaram-se à Pista de Trial do Miradouro de Seirrãos. Esta pista, que conta com cerca de três quilómetros de extensão e que já recebeu as anteriores edições do “Caminhos da Carne Barrosã”, foi o teste final à resistência de máquinas e pilotos, que encontraram pela frente uma série de obstáculos de grande exigência técnica que só as viaturas melhor preparadas conseguiram superar.


Entre os obstáculos que os pilotos tiveram que enfrentar contavam-se os “inclinex”, os montes com pedras, as “picadas” (subidas e descidas acentuadas), os degraus, as lombas, os cruzamentos de eixos, a “banheira” e a passagem sobre uma ponte de troncos. A exigência da pista de trial acabou por causar mais “vítimas” do que inicialmente se esperava, impedindo os participantes de cumprirem todos os obstáculos do percurso e obrigando as viaturas dos bombeiros (situadas no local para auxiliarem as viaturas a ultrapassar os obstáculos mais difíceis) a trabalho aturado. No final, entre muitos diferenciais partidos, peças soltas e “chapa” amolgada, só os mais resistentes e melhor preparados se “gabavam” de terem chegado ao final da prova, muito embora as pequenas “mazelas” se pudessem notar claramente nas suas viaturas.



Uma referência muito particular à grande quantidade de público que se deslocou à pista de Trial e que nunca se cansou de incentivar os pilotos a ultrapassarem os obstáculos mais difíceis. O bonito dia de sol também ajudou mas, esta grande massa humana, que se “extasiou” com a qualidade do espectáculo oferecido, só veio comprovar que o desporto automóvel e o todo-o-terreno continuam a arrastar multidões, ganhando cada vez mais entusiastas na região.

Para o ano o evento tem já continuidade garantida.


Topo 

Câmara Municipal de Boticas
Gabinete de Imprensa, 25.05.2002



Efectuamos a divulgação gratuita de eventos de Todo-o-Terreo que se enquadrem no espírito do TTVerdePT, desde que os seus promotores nos forneçam atempadamente os elementos necessários à apreciação e elaboração da respectiva noticia. 

O TTVerdePT declina qualquer responsabilidade respeitante aos elementos divulgados, que serão sempre da responsabilidade dos organizadores.

TTVerdePT
Álvaro Oliveira


Distinções Janeiro 2001


 


 

Pesquisa

 

 

Pesquisa Naturlink

 

 

 

| 1ª página | Eventos | Opinião | Noticias | Citações | Álbum | Arquivo | Contacto | Links | Associações | Zapping Clássicos  News|