©TTVerdePt (01-12-2000)   

Noticias


Loucos por Terra - o Grande Paradoxo ! 

Pois é, eu explico: 

Técnicos e especialistas  profissionais do alcatrão, trabalhadores  na empresa gestora do asfalto do "nosso  descontentamento", são os "Loucos por Terra" do  Grupo Desportivo e Cultural dos Trabalhadores da BRISA ..!


Inicio de uma "neutralização"

Mais uma vez, os tais "tolinhos por terra" levaram a cabo  um  passeio de todo-o-terreno  turístico, inscrito no Calendário Oficial da FPTT para 2001,  intitulado "Parque Jurássico III - em Busca das Pegadas" e que teve como palco a zona entre Fátima e Porto de Mós,  percorrendo em grande parte os espectaculares trilhos do Parque Natural das Serras  de Aire e dos Candeeiros, sob o  lema de conduta "Não levar nada e nada deixar".

O "arranque" do passeio foi dado pela componente cultural, no Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurios, com apresentação multimédia e visita guiada, que permitiu enquadrar os trajectos que se iriam percorrer de seguida com as particularidades únicas desse  "reino de pedra, reino de secura e de água oculta. Uma terra que ninguém quis, que ninguém tentou disputar - uma terra ingrata, escassa"*


Jazida paleontológica das pegadas dos dinossáurios "saurópodes" da Serra de Aire

Antes de qualquer outra consideração, referência ao único "ponto negativo" de que se pode "culpabilizar" a organização  -  A falta de um "protocolo" com o S. Pedro,  de forma a que chuva fosse substituída  por um Sol radioso. 


A caravana a iniciar a primeira tirada fora do asfalto

Mas, e agora "falando" a sério, se a chuva prejudicou a componente paisagística do passeio, obrigando inclusivamente a anular o percurso pedestre até ao "funil" da Fórnea, esse grandioso anfiteatro que a erosão foi esculpindo ao longo dos milénios, teve o condão de acrescentar alguma "emoção TT" e uma dose suplementar de adrenalina a um percurso classificado pela Organização como de "Dificuldade Média-Baixa". 


Pedra solta molhada e pneus de estrada !

Depois,  foi todo um trajecto harmonioso, a que apenas faltou o Sol para a total fruição das soberbas e agrestes paisagens das Serras, da sua fauna e da sua flora.  Mas, maugrado as diversas "reservas de caça associativa" que cruzamos, (em número demasiado   elevado para o meu gosto, num parque natural, mas enfim...),  tivemos a oportunidade de observar e acompanhar várias espécies, desde as perdizes e coelhos bravos, uma outra gralha de bico vermelho e alguns (poucos) peneireiros,  e muitas lavercas e cotovias.

E, cerrando os olhos, parece-me que ainda o sinto o cheiro particular das inúmeras espécies vegetais  aromáticas, misturado e realçado pelo olor a terra molhada.

A parte "técnica" do passeio não terá grande história, excepto no caso da peripécias individuais de cada um dos participantes. Claro que para uns mais do que para outros. E em certas situações os tipos de tracção ou de pneus fizeram alguma diferença. Mas ninguém, mesmo ninguém, optou pelas alternativas "soft". Excepto quando, por motivos de segurança, decidido pela organização. 

Foi com enorme prazer que aceitei o convite que os "Loucos por Terra" me endereçaram para participar neste passeio, assumindo a "dificílima  tarefa" de  ser o navegador do companheiro e amigo António Araújo,  condutor da viatura da Organização, o valente PATROL GR "Nº 0", mais conhecido como o "abre trilhos" ! E só falhamos o trilho uma vez, e por um erro de aproximadamente 5 metros (provável erro de calibração do terra-trip).

Muito obrigado, amigos Miguel Pedro Lobão, Miguel Macedo e Tony Araújo. E a promessa de na próxima estar presente,  entalado entre as costas do banco e o volante..!

A todos os restantes participantes, muito obrigado pela jornada de sã camaradagem e convívio.

Uma nota final de satisfação pela enumeração dos "...cinco princípios fundamentais..." expressos no parecer da FPTT, nomeadamente o "Nº 4 - respeito absoluto pela natureza e em limite, em seguimento do primado: "Amigos da Natureza, Amigos do Ambiente"  

Álvaro Oliveira
Fotos e Texto, 16.07.2001

* Fernando António Almeida 
(in Percursos de Fim-de-Semana)


Topo


Distinções Janeiro 2001


Objectivos TTVerdePT

Pela prática do Todo-o-Terreno,  enquanto actividade lúdica, de evasão e desafio, empenhada na preservação do  património Humano, Cultural e Histórico.

  


  

Pesquisa Naturlink



| 1ª página | Opinião | Noticias | Citações | Álbum | Arquivo | Contacto | Links | News|