©TTVerdePt (2000)   

A opinião de Ana Isilda Salvador*

Como já tive oportunidade de referir ainda sou uma novata nestas andanças de TT. No entanto, a minha profissão obriga-me (e ainda bem) a fazer diversas deslocações ao campo, o que já me permitiu constatar  várias situações de grande desrespeito pelo ambiente! Não tenho dúvidas em afirmar que este tipo de actividade pode ser compatível com a natureza, no entanto, existem alguns factores que importa considerar:

1 - O meio onde determinada actividade é praticada. 
Quero com isto dizer que é importante conhecer o espaço que se utiliza, as suas  limitações face a eventuais perturbações praticadas. As perturbações infligidas num determinado meio dependem necessariamente das características desse mesmo meio e do grau de perturbação aplicado  (da forma como essa perturbação se desenvolve). Cada espaço tem a sua  capacidade de suporte que não deve ser ultrapassada, caso contrário  ocorrem danos que podem ser irreversíveis. 

2 - Outro aspecto importante são as mentalidades 
(este deveria ser o  primeiro ponto), enquanto não houver uma educação verdadeiramente cívica, em que as pessoas tenham consciência que, e a título de exemplo, não podem despejar, no meio, o lixo, nem na rua onde moram, nem debaixo daquela árvore onde vão fazer o pic-nic de domingo, nem quando praticam TT e abrem o vidro para deitar fora o maço de tabaco vazio, vai ser muito difícil evitar uma degradação ambiental.  Já não basta a dificuldade que é o controlo do lixo nas áreas  urbanas, imaginem o que será controla-lo no meio rural!

É difícil mudar uma mentalidade tão ancestral, um modo de estar e de proceder tão enraizado (tão incorrecto),mas é possível! Na minha  opinião julgo que já está a mudar. A consciência ambiental está a  surgir de forma tímida, mas está para ficar. É importante que estas discussões sejam feitas, sem alarmismos, sem excessos, mas de uma  forma ponderada e realista, demonstrando uma verdadeira consciência ambiental.

Ana Salvador
(equiaventur@egroups.com,30 Nov 2000)

Eco-TT, verde-TT, azul-TT, 
... até poderia ser arco-iris TT
, 
O que é importante é que se apoie numa verdadeira consciência ambiental! Por que não TT ambiental? Ou porque não... somente TT, sem haver necessidade de lhe acrescentar mais nada? Qualquer actividade que seja feita com consciência, com civismo, é ambiental... não concordam?

Ana Salvador
(equiaventur@egroups.com,6 Dez 2000)

A cor do TT é indiferente.
Vamos ao que interessa!Ainda bem que gosta de passear pelos campos,   só assim pode dar valor ao que efectivamente tem à sua disposição   para poder continuar a   gostar.   Eu também gosto do campo, aliás não consigo imaginar a minha   existência sem dele poder usufruir (quer profissionalmente, quer em   lazer!).

Não se está a divagar! porque é que afirma o contrário? não me diga   que quando pratica TT deliberadamente está a danificar a vegetação   que surge no seu caminho?   e se lhe informassem que a vegetação que está a destruir é rara, que   se encontra protegida,... continuaria a fazê-lo? ... Julgo que não! Não é relevante pisar uma formiga,...
mas será que isso é justificação para pisarmos todos as formigas (TODAS AS ÁRVORES,...TODO O AMBIENTE?)
também julgo que não!

PS: Já agora, haverá necessidade de pisar a formiga,... será que não   tem alternativa? se calhar até tem!

Ana Salvador
Engenheira Biofisica

(equiaventur@egroups.com,8 Dez 2000)
* (com autorização expressa da autora)

Comentários para   contacto@ttverde.com 

 

 

0

 

 

 

 



O canal do Tempo, de Luís Sanches  [xiritung@clix.pt]
InforTempo

Pesquisar o TTVerdePT


 

 
 

Pesquisa Naturlink



 

Contacto webmaster@ttverde.com